12 de maio de 2015

Experiência #1

Desde muito novo, sinto uma profunda ligação espiritual com O Criador. Fui criado em uma família essencialmente católica, embora tenha um tio Messiânico e uma tia (já falecida) Médium (em breve falarei dela!)

O certo é que mesmo tendo uma formação católica, resisto em me identificar com "religiões" (não quero iniciar uma discussão sobre isso agora!). E sempre busquei informações sobre diversos líderes espirituais na construção da "minha" forma de me relacionar com O Criador. Essencialmente, sempre busquei a verdade.

Desde pequeno, tenho muitos sonhos "loucos". Muitas vezes, sem sentido (ou eu não sei qual o sentido deles!), muitas vezes com mensagens claras (como no episódio separação dos meus pais - em breve sobre isso também e alguns outros) e muitos sonhos intrigantes, mas muitos mesmos!!!

E sobre esses sonhos intrigantes que eu falarei aqui.

Um Sonho Intrigante
Um desses sonhos intrigantes, que me acompanhou quase a vida toda tinha a ver com bois. Quase toda noite, sonhava com um ou vários bois correndo atrás de mim. Quando chegavam bem perto, eu me abaixava e despertava. Às vezes estava no meio da rua. Outras, em uma fazenda. Umas vezes até dentro de casa!
O mais intrigante é que em nenhuma das ocasiões, fui acertado pelos bois (pelo menos que eu lembre). Ou não lembro de sentir, no sonho, que os bois estivessem me perseguindo. Parecia que eu estava no local errado, no meio do estouro de uma boiada...

Outra coisa intrigante é que eu nunca tive medo de boi. Vez por outra visitava a fazenda de conhecidos, desde criança, e nunca tive aversão ou fobia a esses animais.

Essas coisas sempre me intrigaram...

***

Tudo bem! Quando nossa segunda tinha uns 5 meses, numa conversa com minha mãe, minha esposa comentou que "ainda bem que nenhuma das crianças usou chupeta, pois seria um trabalho a mais, na hora de retirá-la". Imediatamente, eu respondi que "quando era criança, minha mãe jogou a minha chupeta pro boi comer e eu larguei".

Quando eu falei isso, revivi mentalmente uma cena: eu e minha mãe, na janela da nossa casa, olhando pra rua e um boi preto comendo a minha chupeta.

Nessa hora, minha mãe falou: "Meu filho. Essa estória do boi, eu inventi pra você largar a chupeta. Eu nunca joguei sua chupeta pra nenhum boi comer. Eu escondi. E quando você chorava pedindo, a primeira coisa que me veio à cabeça foi dizer que um boi tinha comido"

Adivinhem o que aconteceu? Imediatamente, eu disse: "Ah, mãe. Então tá explicado porque eu sempre sonho com boi. Deve ser um trauma que ficou no meu subconsciente."

Bom pessoal. O certo é que após esse episódio, eu NUNCA mais sonhei com boi correndo atrás de mim. Embora continue a ter sonhos intrigantes.

Desse episódio, aprendi que nem todo trauma é negativo ou significativamente negativo. Não fiquei com fobia, medo, pânico de boi. Mas foi suficiente para desencadear um sonho recorrente, talvez como forma de me relembrar desse episódio marcante na primeira infância.

Aprendi também o cuidado que temos que ter ao falar qualquer coisa pra alguém, em especial para nossas crianças.

Paz a todos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário