24 de junho de 2015

Crônica - O Supremo Criador e a Gasolina

Olá a todos!
Trago a vocês uma pequena crônica sobre fé e ciência. Espero que apreciem sem moderação!

Fé e ciência são dois temas que me fascinam, pois tem algo em comum: o desconhecido. E a busca por revelá-lo, quer seja pela fé ou pela ciência, me motiva a seguir vivendo e aprendendo.

Pois bem, vamos à crônica.


Imaginemos uma realidade muito, mas muito distorcida mesmo. Vamos imaginar ninguém sabe ao certo como os veículos motorizados vieram ao mundo e como funcionam.



Uns atribuem ao Grande Engenheiro do Universo, o Supremo Criador de todas as engrenagens e rebimbocas da parafuseta... Outros, dizem que compartilham um ancestral em comum com as motocicletas: as lambretas. Há ainda os que defendem a ideia que o planeta foi visitado por seres robóticos de outras galáxias, e falam em um tal de Optimus Prime e um tal de Bumble Bee (Ok, exagerei aqui!)



Tá. Ninguém sabe ao certo como esses veículos funcionam. Só sabem como dirigi-los e que de tempos em tempos, precisam ir a um lugar conhecido como Posto de Combustível, um lugar sagrado, onde e "energia vital" do Supremo Criador flui diretamente para seus veículos... E isso os mantêm rodando por mais um bom tempo...

Até que dois caras, cada um olhando mais de perto para seus veículos, começam a descobrir coisas sobre sua estrutura: descobrem o motor, as engrenagens, a caixa de câmbio e ficam impressionado com tudo aquilo. Postularam coisas sobre movimento circular, torque, eixo de rotação... Porém, não sabiam ainda como aquilo tudo funciona em conjunto de forma "autônoma".



Até juntaram peças de diversos carros, mas não conseguiram colocá-lo em funcionamento...

Um postulou que quem movimenta o carro não é o Grande Engenheiro do Universo. Que o carro é um conjunto de peças mecânicas, dispostas de forma tal, que aproveitam uma energia (de natureza ainda desconhecida) e põe-se em movimento. Para estes, a ideia de um Supremo Criador começa a esfacelar-se.

Porém, o outro ficou convencido que o que movimenta os automóveis é a energia (também desconhecida) do Supremo Criador. Afinal, tamanha precisão só poderia ser obra de um Ser Inteligente etc etc etc...

E assim seguem dissecando os veículos motorizados. Descobrindo mais e mais sobre sua estrutura, funcionamento e o mecanismo por trás de tudo. Descobrem a bateria, as velas, as bombas injetoras, a linha de combustível, a eletricidade que energiza o sistema... E, finalmente, descobrem o mecanismo da ignição e postulam sobre a natureza da "energia vital".


E seguem pesquisando, até que, finalmente, descobrem o "líquido vital" (!), que rapidamente revela-se a verdadeira fonte de energia que coloca os carros em movimento.

O primeiro rejeita a ideia do Supremo Criador e batiza esse novo líquido de gasolina.

O segundo, está convencido que a energia vital pode até ser chamada de gasolina, mas reconhece que ela é a forma que o Supremo Criador dá movimento aos veículos.

---

Podemos traçar diversos paralelos entre essa crônica e a vida real. Qual a natureza da sua "energia vital"?

Paz a todos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário