18 de fevereiro de 2016

Microcefalia é a nova Síndrome de Down

Olá a todos!

Não vou entrar no mérito se a microcefalia é causada pelo vírus Zika, transmitido pelo Aedes aegypti ou causada pelo larvicida Pyriproxifen.

O fato é que a microcefalia é uma realidade, mas não é uma doença. É uma CONDIÇÃO médica, isto é, uma alteração morfofisiológica que pode ser causada em decorrência de inúmeros fatores:
  • Exposição a drogas, álcool e certos produtos químicos na gravidez
  • Desnutrição grave na gestação
  • Rubéola congênita na gravidez
  • Toxoplasmose congênita na gravidez
  • Síndrome de Down
  • Síndrome Cri du chat
  • Síndrome de Edwards

Essas crianças que estão nascendo com esta condição podem apresentar diversos outros sinais e sintomas, que as enquadrariam em uma síndrome. Com comprometimento cerebral em diferentes níveis:
  • Déficit intelectual;
  • Atraso no desenvolvimento de movimentos e da linguagem;
  • Dificuldade de coordenação motora e equilíbrio;
  • Prejuízo no desenvolvimento do resto do corpo;
  • Convulsão;
  • Hiperatividade;
  • Menor estatura, possivelmente nanismo.



Quanto ao título: Microcefalia é a nova Síndrome de Down, esclareço que quis compará-la à Síndrome de Down, pelo simples fato de os portadores de Down terem sido vítimas de preconceitos, marginalização da sociedade, privação do convívio social durante muito tempo. Mas de bons tempos pra cá, essa situação mudou drasticamente (para melhor).

Nem é preciso dizer que os portadores de tal condição apresentam plenas capacidades de aprendizado, comunicação, interação social etc. etc. etc. (considerando as particularidade de cada caso).

Resquícios de preconceitos que resistem na sociedade são decorrentes da ignorância dessa parcela em reconhecê-los como semelhantes, como detentores de direitos e deveres.

E graças a esforços monumentais de pais e familiares de crianças com Down, em estimulá-las e não privá-las do convívio social e desenvolvimento intelectual que foi possível tirá-las do isolamento e marginalização.

Desta forma, entendo que as crianças com Microcefalia, daqui a pouco enfrentarão os mesmos preconceitos que as crianças com Down experimentaram tempos atrás. 

Porém, nós (enquanto sociedade) já temos (ou deveríamos ter) bagagem suficiente, amadurecimento adequado e consciência para perceber que essas crianças terão condições de se desenvolver (considerando as particularidade de cada caso).

Para isso, basta que pais, familiares, amigos e toda sociedade esteja pronta, preparada e aberta a acolhê-las.

Vamos extirpar o que nos resta de preconceito e assistir essas crianças nos surpreender!

É mais ou menos isso que eu penso!

Paz a todos!

17 de fevereiro de 2016

Uma visão de Registros Akáshicos

Olá a todos!

Quero compartilhar com vocês algumas coisas que têm acontecido comigo, em especial UMA!

Bom, desde que me conheço por gente, tenho o que se chama de insights, visões, premonições... É um flash tão rápido mas que transfere tanta informação que é incrível.

É como se pudesse saber toda a história de um livro em apenas uma imagem. E essa imagem dura o tempo suficiente para eu saber a história toda (ou as partes que me são liberadas).

Pois bem. Isso já aconteceu comigo diversas vezes. Algumas delas, eram informações relevantes para mim, como a separação dos meus pais. Outras eram visões de futuros possíveis e algumas delas eram informações de vidas passadas.

Há algum tempo fiquei conhecendo os Registros Akáshicos (não vou discorrer sobre eles. Existem bons conteúdos sobre isso...). Basicamente são informações de vidas passadas que ficam registradas no nosso DNA e disponíveis no Universo em forma de vibrações.

Bom, estou me aprofundando sobre isso e tenho obtido bons resultados. No entanto, ainda não estou pronto para divulgar as visões que tenho tido. Porém, uma em particular, me chamou atenção e senti que deveria compartilhá-la com vocês.

A visão
Um amigo da família nos procurou, em prantos, para pedir que orássemos pela irmã dele, que encontrava-se em coma induzido por ter perdido os filhos gêmeos, com 4 meses de gestação.

Um dos bebês não sobreviveu e foi expelido naturalmente. Com isso, a mãe correu para o hospital para verificar se o outro bebê estava bem. Para sua surpresa, ele também não conseguira sobreviver, mas não foi expelido naturalmente. Por isso, foi submetida a procedimento cirúrgico para retirada deste bebê, juntamente com o útero e outras coisas.

Durante o procedimento, ela entrou em choque e precisou ficar em coma induzido. Nesse estado, ela teve uma infecção generalizada (sepse) e estava recebendo fortes medicações pelas veias das pernas e de um braço.

O médico informou à família que sua condição de vida era de HORAS. E SE ela sobrevivesse, poderia perder uma ou as duas pernas e o braço.

Diante disso, seu irmão (e amigo da família), pediu que fizéssemos uma corrente de pensamentos positivos pela sua irmã.

Enquanto nos reuníamos para orar por ela, uma tia falou que a moça estava muito feliz no casamento e que havia conseguido engravidar após não-lembro-quantas tentativas. E que os 2 embriões estavam se desenvolvendo bem.

Foi nesse instante que tive o flash de informação!

Nessa visão eu vi a moça perante o que parecia um tribunal, um juiz. Mas não havia clima de severidade ou julgamento, parecia uma reunião. Lá estavam diversas outras pessoas de branco, com os braços pra trás e cabeça baixa. A moça estava desorientada, sem entender o que estava ocorrendo.

Nessa "reunião", a figura que estava à frente da moça lhe disse que ela havia vindo para a Terra para cumprir seu karma. E seu karma era não poder gerar filhos. Que ela não se lembrava disto, mas ela mesma optou por isso.

No entanto, ela bloqueou o pagamento do karma, com técnicas não naturais. E que isso era muito sério PARA ELA!

Nesse momento, a visão foi ficando mais longe e difusa e só consegui ver que ela tentava argumentar alguma coisa.

A minha impressão é que ela estava negociando com o cara lá. Tentando "limpar sua barra" e tal...

Pois bem. As medicações estão sendo diminuídas e em breve, os aparelhos serão desligados e ela recobrará a consciência (16/02/2016). Porém, seu irmão nos informou que seria preciso mesmo amputar as duas pernas na altura do joelho e um braço, na altura do cotovelo.

Tenho orado muito por ela e enviado boas vibrações para que, no fundo, ela entenda e aceite sua situação. Entenda que tudo o que acontece é por Justiça Divina.

Comentário
Estando os Registros Akáshicos presentes no nosso DNA, é possível que ele se manifeste fisicamente. Isto é, marcas de nascença, doenças congênitas, características físicas.

Sendo o karma dessa moça, não poder gerar filhos, esta informação está gravada em seu DNA.

É mais ou menos isso...

Paz a todos!


16 de fevereiro de 2016

16 Sinais que você tem habilidades de cura


Todo mundo tem o potencial de ser o que quiser e influenciar o mundo da maneira que desejar. Não há como negar que cada pessoa tem certos atributos que são mais desenvolvidos do que outros. Se feito de propósito ou inconscientemente, é importante que sejamos capazes de diagnosticar nossos pontos fortes e atentar às nossas fraquezas.

Curandeiros estão presentes em todas as sociedades e nunca os procuramos até que as circunstâncias nos obriguem a procurá-los. Esta falta de foco deixou potenciais curandeiros em um estado de não reconhecimento. Precisamos de curandeiros mais do que nunca, independentemente de figurarem como líderes [tribais, por exemplo]. Abaixo está uma lista de características comuns aos curandeiros. Examine o seu próprio personagem e veja se você se encaixa nesse arquétipo:

1. Frequentemente te dizem como é tranquilizante estar com de você.

2. Você e as pessoas ao seu redor raramente ficam doentes.

3. Você está constantemente pensando em como melhorar a vida das pessoas.

4. Você provavelmente foi diagnosticado com ansiedade, síndrome do pânico ou distúrbios de humor.

5. Você é altamente empático, a tal ponto que isso perturba sua vida social.

6. Você tem uma história familiar de curadores. Seus ascendentes podem ter sido médicos, terapeutas, assistentes médicos, manifestantes humanitárias, trabalhadores veterinário ou conselheiros. Qualquer coisa para ajudar as pessoas com a condição humana.

7. Você anda em espaços públicos com borboletas no estômago e sentidos aguçados.

8. Você tem jeito com os animais. Eles reagem a você com mais calma ou ficam felizes ao vê-lo.

9. Estranhos se abrem com você.

10. Você é bom em massagens, embora você pode nunca ter estudado para isso.

11. Você muitas vezes sentedores no pescoço e no ombro.

12. Você aprecia estar fora.

13. Você é atraído por cristais e interessa-se em suas propriedades metafísicas.

14. Você é interessado em ciências espirituais: Reiki, cura energética, xamanismo, acupuntura, entre outros.

15. O seu elevado nível de consciência significa que você é sensível a certos alimentos e bebidas. Você pode muitas vezes ter dores de cabeça ou problemas digestivos.

16. Você às vezes sente calafrios ou calor que irradiam do seu interior, ou as palmas das mãos formigam e pulsam.


Os principais elementos de um curandeiro se resumem a alta sensibilidade em vários comprimentos de onda, a capacidade de manifestar as energias, o sentimento altamente enfática e um desejo de ajudar aqueles que o rodeiam. Não existe uma teoria ou acordo para você tomar o caminho para desenvolver esses sentimentos. Você terá que examinar onde você está na vida e agir com os recursos que tem. Felizmente, não é preciso muito para fazer a bola rolar em termos de cura. Tudo no universo se esforça para ser saudável e feliz, só precisamos nos lembrar disso.

Em: The Spirit Science, por: Jeff Wilson, em: 10 fev. 2016

12 de fevereiro de 2016

Aliens podem pensar que a Terra é inabitável


Aqueles que não acreditam que os aliens já estão vivendo na Terra muitas vezes perguntam: "Por que eles ainda não vieram aqui?" Uma resposta recente foi a de que eles estão mortos e não são mais capazes de viajar. Outra possibilidade é que eles não pensam que a Terra é habitável. Cerca de 7,4 bilhões de terráqueos perguntam: "Por que eles pensariam isso? Deveríamos estar preocupados?"

O Astrônomo Rory Barnes propõe essa teoria em seu estudo que está prestes a ser lançado no The Astrophysical Journal. Como professor de astronomia do Laboratório Planetário Virtual da Universidade de Washington, Barnes desenvolveu um índice de habitabilidade para analisar a possibilidade de vida em outros planetas. Enquanto fórmulas anteriores analisaram se a órbita de um planeta em torno de uma estrela estava em uma zona habitável (muitas vezes chamado de zona de Goldilocks) onde ele teria a pressão atmosférica adequada para água líquida na superfície, Barnes vai muito mais longe.


O novo índice também leva em conta quão rochosa é a superfície de um planeta e a degenerescência de sua excentricidade-albedo - uma proporção de energia refletida da superfície contra a circularidade de sua órbita e quanto estrela da energia que recebe.

NOTA
Excentricidade: um valor que define a forma de uma elipse ou órbita planetária; a proporção entre a distância focal e o eixo maior.
Albedo: reflectividade de um objecto; percentagem da luz reflectida em relação à luz incidente.
Fonte: http://solarviews.com/portug/terms.htm

Em termos simples, um planeta habitável precisa de um bom equilíbrio de luz e energia entre o momento em que é mais próximo de sua estrela e quando é mais distante - um equilíbrio que é servido melhor por uma órbita mais circular.

Barnes inseriu dados da Terra na fórmula e obteve algumas notícias desanimadoras - nosso planeta só marcou 82% no índice de habitabilidade. Ele explica o problema:

Basicamente, onde perdemos alguma probabilidade ou chance de vida, é por estarmos muito perto do Sol. Na verdade, estamos perto da borda interna da zona habitável. Se nós víssemos a Terra com as nossas técnicas atuais, seria razoável concluir que ele poderia ser muito quente para a vida.

Então aliens usando dispositivos de visualização semelhantes aos nossos telescópios atuais podem concluir que a terceira rocha está muito perto de seu sol e muito quente para ser habitável.

Por: Paul Seaburn
Em: 12 fev. 2016
Tradução: Visão & Consciência




5 de fevereiro de 2016

Plantas podem pensar, escolher e lembrar*

Nos últimos 30 dias eu tenho sentido uma forte ligação com... as árvores!

É um pouco estranho, mas não totalmente estranho! Eu sempre gostei da vida, da natureza (dos animais, em particular). Tanto é, que sou Biólogo! Mas não tinha muita afeição com o reino vegetal. Na graduação, meu desempenho era mais baixo nas disciplinas de Botânica... Mas isso não me impedia de contemplar os campos, as árvores, flores, jardins etc.

Mas, de uns tempos pra cá, tenho sentido uma enorme necessidade de estar junto às árvores. Não de qualquer plantinha, dessas que temos em casa, em vasinhos pequeninos... Tenho tido vontade de estar com as árvores mesmo. Das grandes!!!

Estou até pensando em preparar o quintal da minha casa para receber uma árvore adulta!


Eu ando pelas ruas e fico olhando as árvores com um olhar diferente, de admiração, de contemplação... Meio como se elas quisessem me transmitir algo...


Acabo de abrir o HumansAreFree.com e me deparo com uma chamada a esse post:

Research Reveals Plants Can Think, Choose & Remember

e resolvi traduzir e compartilhar aqui...

PESQUISA REVELA QUE PLANTAS PODEM PENSAR, ESCOLHER E LEMBRAR



A ciência moderna está apenas começando a recuperar o atraso em relação à sabedoria dos antigos: as plantas possuem sensibilidade e uma forma rudimentar de inteligência.

As plantas são muito mais inteligentes e capazes do que nós lhes damos crédito. 

Na verdade, uma investigação de 2010, publicada na Plant Signaling & Behavior propõe que uma vez que elas não podem escapar dos estresses ambientais como os animais, elas desenvolveram uma "fisiologia sofisticada, altamente sensível e dinâmica", que inclui os processos de informação, tais como "computação quântica biológica" e "memória celular", que poderia ser descrito como formas de inteligência da planta. 

Intitulado Secret life of plants: from memory to intelligence - "A vida secreta das plantas: da memória à inteligência", o estudo destaca um "super poder" particular de plantas como seres inteligentes: 

"Há árvores vivas que germinaram muito antes de Jesus Cristo nascer. Que tipo de sabedoria de vida está presente nas plantas para permiti-las sobreviver e se propagar por tanto tempo no mesmo lugar que germinou?"

De acordo com os pesquisadores, as "plantas realmente funcionam como um dispositivo de computação quântica biológica que é capaz de processar informação quântica criptografada na intensidade da luz e em sua energia.

Este processamento de informação inclui um mecanismo para o processamento de informações memorizadas. Por exemplo: 

"Plantas podem armazenar e utilizar as informações a partir da composição espectral da luz por vários dias ou mais para antecipar as mudanças que podem aparecer no futuro próximo no ambiente, por exemplo, por antecipação de ataque de patógenos." 

De acordo com o estudo, "as plantas podem realmente pensar e lembrar."

Além disso, as plantas não só possuem um mecanismo de recolher e processar informação, mas parecem exercer "escolher" frente a diferentes cenários: 

"Diferentes grupos de cloroplastos e células na mesma folha sob idênticas condições de luz, temperatura e umidade relativa têm 'opiniões' diferentes sobre "o que fazer" em tais condições"

O estudo também oferece uma explicação para por que as plantas absorvem mais energia luminosa do que é necessário para a fotossíntese: 

"Outra possível resposta para a pergunta acima é um treino leve de folhas jovens 'ingênuos'". Vamos imaginar que quando uma folha jovem ou flor emerge de uma planta, seria bom para essa folha ou flor saber sobre as condições em que emergirão.

Folhas mais velhas, mais experientes que realmente esãto adaptadas às condições externas podem treinar folhas jovens imaturas emergentes com as PEPS - PhotoElectroPhysiological Signaling (Sinalização FotoEletroFisiológica) e mecanismos de memória celular. 

Isso explica por que as plantas possuem uma capacidade natural para absorver mais energia luminosa do que o necessário para assimilação fotossintética de CO2. Eles precisam desta energia absorvida em excesso para a otimização e treinamento de aclimação luz e as defesas imunológicas."

Os autores nos deixar com a conclusão provocadora: 

"Nossos resultados sugerem que as plantas são organismos inteligentes capazes de realizar uma espécie de processo de pensamento e capazes de memorizar esta formação"

"Na verdade, folhas no escuro são capazes de não só "ver" a luz, mas são capazes de lembrar de forma diferente sua composição espectral e usar esta informação memorizada para aumentar a sua aptidão darwiniana."

Por que isso é uma importante descoberta? 

Existem muitas razões pelas quais reconhecer a sensibilidade e inteligência das plantas podem ter implicações positivas para o futuro da humanidade. 

Por um lado, ela nos ajuda a transcender a visão de mundo dominante, que formas de vida não-humanas são melhor definidas em termos estritamente mecanicistas, e que a atribuição de uma "essência da vida" ou consciência para eles é uma forma de pensamento mágico. 

O Filósofo francês Maurice Merleau-Pointy chamou este mundo ver "O Grande Objeto", ou seja, que tudo no Universo é uma rede de objetos materiais externamente relacionados entre si, e com a consciência subjetividade e efêmera encontrada apenas em humanos. 

Se reconhecermos, como o Biólogo James Lovelock propôs, a Terra como um todo deve ser encarada mais como um organismos de auto-regulação (hipótese Gaia), ou como o Micologista Paul Stamet previu que há uma internet baseada em fungos dentro do solo ligando todos os seres vivos do planeta em uma rede de compartilhamento de informações, estaremos menos propensos a perceber e tratar o mundo natural como algo a ser dominado. 

Reconhecer que as plantas, por exemplo, têm consciência, ou que a sua simples presença em nosso meio ambiente tem efeitos de cura, reintroduz um elemento de admiração e mistério de volta para a experiência do mundo natural. 

Um exemplo perfeito disso pode ser encontrada nas plantas que cantam da floresta sagrada de Damanhur. Pesquisadores de Damanhur, em meados dos anos 70, relataram o uso de equipamentos especiais para capturar mudanças eletromagnéticas na superfície das folhas e raízes e transformando-os em sinais sonoros. 

Os pesquisadores também observaram que as plantas aprenderam a controlar suas respostas elétricas, indicando que tinham algum conhecimento básico sobre a música que eles estavam criando. 



Por: Sayer Ji

4 de fevereiro de 2016

7 chaves para uma consciência mais elevada*

Há muito tempo, o Havaí era um lugar místico e mágico (e ainda hoje é, em muitos aspectos). O que fez o Havaí especialmente mágico em épocas passadas era que havia xamãs chamados Kahunas que viviam em suas ilhas esmeralda. Diz-se que estes indivíduos experimentaram a verdadeira natureza da realidade, em que se realizou várias coisas marcantes. Estes princípios foram mais tarde ensinados aos outros, a fim de ajudar a guiar a humanidade para um estado mais plenamente realizados de ser.

No início do século XX, com a ascensão do Novo Pensamento, havia um indivíduo chamado Max Long, que ligava os ensinamentos dos Kahunas a uma teoria da metafísica que estava em desenvolvimento. O resultado foi o 7 Princípios Huna, fruto da integração, por Long, do Novo Pensamento com os ensinamentos dos Kahunas.

Os 7 Princípios Huna:
IKE ~ O mundo é o que você pensa que é
KALA ~ Não há limites
MAKIA ~ A energia flui onde a atenção vai
MANA WA ~ O agora é o momento de poder
ALOHA ~ Amar é "estar feliz com"
MANA ~ Todo o poder vem de dentro
PONO ~ Eficácia é a medida da verdade
1. IKE - O mundo é o que você pensa que é
Este princípio diz basicamente que a nossa consciência cria a nossa realidade. Nossa percepção da realidade é subjetiva e não reflete necessariamente a verdadeira Realidade objetiva. Se alguém pensa que o mundo está cheio de engano, mal e ódio, eles só vão centrar a sua consciência sobre essas questões e tornam-se completamente cegos a qualquer coisa de outra forma que estaria em contradição com essa percepção. Cada um de nós tem o poder inerente de transformar a nossa realidade em qualquer maneira que achar melhor. Este poder tem a capacidade de transformar não só a si mesmo, mas aqueles ao seu redor também.

2. KALA - Não há limites
Em uma realidade infinita, não há começo ou fim de qualquer coisa, o que significa que a natureza é ilimitada de tudo o que é. Tudo é possível e o auto-crescimento também é infinito. Há sempre um processo de SER e TORNAR-SE. Sem limites, tudo o que é infinitamente possível pode acontecer, está acontecendo e vai acontecer, em suas formas infinitas. Este é um conceito que é simplesmente magnífico para ser compreendido por um cérebro humano.

3. MAKIA - A energia flui onde a atenção vai
Onde alguém concentra sua atenção, é onde um fluxo de energia irá. Enviar energia positiva e de esperança de cura terá um efeito benéfico. No contrário, acontecerá o oposto. Isto pode ser ampliado para mostrar os efeitos sobre a consciência global. Quanto mais alguém alcançar e mantiver uma mentalidade verdadeiramente positiva, mais útil, gentil e respeitoso ele será para o próximo.

4. MANA WA - O agora é o momento de poder
O poder do "agora" é monumental. Existir e viver no momento presente acaba com o stress de pensar "e se..." ou reviver memórias dolorosas em um loop infinito. Tudo o que é, é, e sempre será como tal. Haverá completa paz interior quando alguém vive o momento "agora".

5. ALOHA - Amar é "estar feliz com"
O amor é um estado tão poderoso de consciência. Quando o amor é experiente, é um verdadeiro sentimento de contemplação e gratidão. Se é com uma pessoa, árvore, casa, etc. ou um agradecimento simples pela própria existência, esta profunda experiência de "estar feliz com" é um sentimento simples de interconexão com tudo o que é.

6. MANA - Todo o poder vem de dentro
O indivíduo é a maior usina de energia que existe. A mente é mais poderosa do que muitas vezes é lhe dado crédito. Com o poder de criar, destruir, restaurar, mudar e movimentar, qualquer coisa é realmente possível. Perceber a força interior que cada indivíduo tem irá capacitar essa pessoa para controlar não só completamente o seu estado interior de ser, mas vai dar a si mesmo a oportunidade de compartilhar esse poder com os outros e criar relacionamentos satisfatórios.

7. PONO - Eficácia é a medida da verdade
Quão eficaz algo é em criar uma mudança positiva e benéfica em alguém ou alguma coisa é um bom indicador da verdadeira natureza de algo. Isso lhe dará uma melhor reflexão entre verdade e falsidade ou melhor, entre a verdade e a ignorância da verdade.

Os 7 Princípios Huna são uma ótima introdução ao poder da consciência e deve ser capaz de transformar sua vida diária em algo muito mais positivo em muitos níveis. Há um potencial tão grande para cada um de nós para fazer a diferença, não só em nossas próprias vidas, mas nas vidas de todas as outras pessoas que conhecemos e se encontram.

O poder está dentro de você. Expresse-o, com o amor.

Paz a todos!

Por: Paul Lenda em 04/fev/2016, em In5D.com

3 de fevereiro de 2016

Cientista diz ser possível manipular a gravidade com tecnologia atual.



Há somente um punhado de filmes de ficção científica que mostra como realmente seria se mover no espaço dentro de uma espaçonave.  Na maioria dos filmes, eles usam um tipo de "gravidade artificial" que nunca é completamente explicada.  Agora, num novo trabalho aceito para publicação no Physical Review D poderá tornar a ficção científica em realidade.

2 de fevereiro de 2016

Meditação de Reconexão com o Universo

Olá a todos!
Ando um pouco afastado do blog por diversos motivos. Mas aqui estou!

Quero compartilhar com vocês, uma meditação que fiz ontem (01/02/2016), que eu acabei chamando de Meditação de Reconexão com o Universo.


Comecei a meditação com o objetivo de alinhar a vibração do meu corpo com as altas vibrações do Universo, desde a escala microscópica do meu corpo, passando por todas as partículas subatômicas, átomos, células, órgãos, até chegar ao meu corpo humano e ultrapassando as barreiras geográficas e planetárias.

Então, vou relatar como fiz isso:

Estava no meu quarto, na minha cama, deitado de costas, com braços e pernas um pouco abertas. O silêncio era quase total, apenas poucos sons das folhas da árvore da casa ao lado. O quarto estava iluminado por uma luz azul-esverdeada difusa e bem leve.

1. Contei de 20 até 1, respirando profundamente e entrando no meu próprio corpo. Enquanto penetrava mais fundo, visualizava os sistemas, órgãos, células, moléculas, átomos e uma nuvem de partículas subatômicas.

2. Após isso, comecei a mentalizar frases como "minhas partículas vibram com o Universo" e imaginava todo o caos de partículas vibrando da mesma maneira, diminuindo seu ritmo frenético, como se passassem a prestar atenção no que eu ordenava.

3. Repeti essa frase com todos os níveis... "minhas moléculas vibram com o Universo", "minhas células vibram com o Universo"... E assim sucessivamente.

4. Quando cheguei ao nível do meu corpo, senti uma onda de calor e comecei a suar. Nesse momento, senti como se aquelas partículas que pareciam ter se acalmado, tivessem acelerado novamente. Mas tive a sensação que estavam sincronizadas, e não em um caos.

5. Passei à escala geográfica: "minha casa vibra com o Universo", "minha cidade...", "meu País...", "meu Planeta..."


Quando saí do Planeta, me vi flutuando no espaço sideral escuro e exatamente na posição que estava deitado e tive uma sensação de nudez e solidão. Me sentia despido de todas as coisas materiais: emprego, bens, carro... Era uma sensação boa! Também me sentia só diante da imensidão do Universo...


Depois tive um insight e compreendi que não era uma sensação de solidão. Mas uma sensação de liberdade!!! Aos poucos, comecei a ver luzes vindo em minha direção, de todas as direções, me cercando, como se estivessem me recepcionando...

Também comecei a sentir energias aflorando ao longo do Universo, como se fossem seres despertando ou se revelando... Mais ou menos como a chamada numa sala de aulas.

- Presente!
- Presente!
- Presente!
Ficaram a uma boa distância de mim. Consegui identificar uma nave triangular, com os vértices arredondados da cor de papelão. E comecei a ouvir vozes.

Essas vozes me diziam para eu não ter medo. Para eu continuar buscando essa sensação de liberdade e não ter apego às coisas materiais. Que quando tivesse suficientemente desapegado, receberia algo grande.

Não consegui saber o que era.

Nesse momento, comecei a ficar sonolento e não conseguia mais controlar meus pensamentos. Só lembro que foi muito bom!

Paz a todos!