9 de março de 2016

A Grande Limpeza Interior

Olá a todos!

Estou atravessando um período delicado nos últimos dias: uma mistura de sentimentos, sensações, reações... Não sei bem como definir, mas estou angustiado.

Parece que nada dá certo na primeira tentativa. São coisas simples, mas que parecem virar um grande obstáculo. Porém, com persistência e desvios no plano original, consigo chegar ao objetivo desejado.

Mas fico com aquela sensação que nada está dando certo na primeira tentativa.

O probleminha mais recente foi meu computador que "deu pau". Há meses, fiz uma limpeza geral nele: desinstalei programas inúteis, deletei arquivos desnecessários, armazenei num HD externo coisas que não uso com frequência... O desempenho geral até melhorou.

Mas na última semana, ele "deu pau geral". Tive que tomar a difícil decisão de formatá-lo. Pra quem está familiarizado com isso, sabe que pode ser chato, demorado e trazer dores de cabeça futuramente, se não for bem planejado e bem executado.

O primeiro passo foi vasculhar o computador a fundo, em busca de arquivos úteis e necessários e copiá-los num lugar seguro pra ser usado depois ou arquivado num HD externo.

Depois, anotar todos os programas que deveriam ser reinstalados após a formatação.

O terceiro passo foi a formatação em si, quando o Disco Rígido foi apagado completamente. Limpo. Zerado. E instalado o Sistema Operacional novinho!

Depois, foi só instalar os programas, atualizações etc.

Pois bem, cheguei ao fim do trabalho e o computador está novo outra vez!

E o que isso tem a ver com o objetivo do Blog?
É que acho que eu estou precisando de uma formatação.

Até então, estava me concentrando em pequenos reparos na minha vida: melhoria de alimentação, mudança de paradigmas, abandono de vícios e hábitos mecânicos... Enfim.

Contudo, coisas do meu passado ainda me tiravam o sono, me faziam ter medo, me deixavam impaciente e me tiravam do caminho...

Resolvi que tenho que enfrentar isso tudo de frente. Vasculhar cada canto escondido das minhas memórias, cada ato do qual me envergonho e com cuja lembrança não quero viver.

Costumo dizer que não se pode apagar o passado, mas podemos mudar a forma como nos relacionamos com ele.

E é isso que vou fazer: praticar o que eu chamo de Meditação da Grande Limpeza Interior.

Meditação da Grande Limpeza Interior
Vou me concentrar em um aspecto de cada vez. E mudar a forma como me relaciono com essas memórias. Movê-las para um HD externo espiritual e invocar que os guias espirituais cuidem dessas memórias e apaguem quaisquer vestígios que estejam contaminando meu HD, digo, meu DNA.

Não vou mais me identificar com esses erros do passado e ficar me julgando e me condenando por isso e acabar ficando zangado, triste, deprimido, angustiado. Vou encarar isso como uma experiência de luz, um aprendizado e substituí-los por sentimentos de gratidão, felicidade, êxtase e êxito.

Dessa forma, pretendo mudar meu modo de pensar, minha motivação, eliminando essa carga com a qual convivo.

Ainda serão memórias, mas não estarão unicamente comigo. Farão parte do Akasha, onde os guias espirituais saberão o que fazer.

Aguardem os próximos relatos!

Paz a todos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário